Para integrantes da comitiva presidencial, Dilma Rousseff fez um desabafo: “Se fosse o Papa Bento XVI, eu não estaria no Vaticano para participar do consistório de Dom Orani Tempesta”.

Nos bastidores, Dilma não esconde o seu encantamento com o Papa Francisco, principalmente com as preocupações sociais do atual pontífice.

Ao mesmo tempo, Dilma também não esconde seu desconforto com Bento XVI, que durante o segundo turno da campanha de 2010, mandou uma mensagem aos bispos brasileiros condenando o aborto.

Dilma guardou mágoa de Bento XVI. Tanto que não enviou mensagem ao Vaticano quando ele anunciou sua renúncia no ano passado.

No Palácio do Planalto, a avaliação é que é positiva a aproximação de Dilma do Papa Francisco porque pode ajudá-la a ficar blindada de um novo debate eleitoral com o surgimento de temas morais.

Além disso, Dilma aproveitou para capitalizar no encontro da sexta com o pontífice uma agenda positiva para a Copa do Mundo no Brasil, ao presenteá-lo com uma bola e a camisa da seleção.

Fonte: http://g1.globo.com/platb/blog-do-camarotti/2014/02/22/desabafo-de-dilma-nao-estaria-no-vaticano-se-bento-xvi-fosse-o-papa/

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*