Estado Islâmico (EI) sequestra menina cristã de três anos

A menina assíria Christina Khader Ebada, de 3 anos de idade, foi raptada de sua família cristã no norte do Iraque enquanto fugiam de Qaraqosh, de acordo com a Agência Internacional de Notícias Assíria (AINA)

Em julho, as forças do Estado Islâmico (EI, antigo ISIS – sigla em inglês) tentaram ocupar a cidade de Qaraqosh, mas militantes curdos conseguiram expulsar os rebeldes, enquanto anciãos, mulheres e crianças fugiram para cidades vizinhas. O lugar é perto da antiga cidade bíblica de Nínive.

O fracasso inicial na tentativa de domínio da cidade fez com o Estado Islâmico cortasse o fornecimento de água de Qaraqosh e colocasse um embargo sobre a cidade, de modo que aldeias muçulmanas vizinhas encerraram todas as negociações com os comerciantes locais. Aqueles que permaneceram foram deixados lutando pela sobrevivência.

Em 6 de agosto, tropas curdas se retiraram da cidade e, no dia seguinte, o Estado Islâmico invadiu o território. Muitos se juntaram aos 150 mil cristãos assírios que foram forçados a caminhar em direção a Erbil, sem seus carros e posses porque forças curdas temiam a infiltração islâmica, de acordo com a AINA.

3-year-oldO EI acompanhou a família de Christina, assim como muitos outros moradores, para o posto de controle Khazar e disse-lhes para sair e nunca mais voltar. A menina foi vista pela última vez por sua mãe chorando e soluçando quando um militante do EI a levou embora.

Fonte: https://www.portasabertas.org.br/noticias/2014/08/3318910

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*