Valei-me minha Nossa Senhora.
De repente, no mundo da hipocrisia, se redescobriu que os Arautos agiram com indisciplina em uma reunião privada. Não serei eu que defenderei aquele material explosivo. Certamente não endosso nada daquilo. Mas, a instituição que se defenda diante da Santa Sé e, se for o caso, que se corrija e se submeta a boa mãe Igreja. SIMPES ASSIM.

No meio de tantos ataques, não pude perceber que nós católicos não podemos dar força pública a estes ataques a instituição. A maior parcela dos católicos, como bem sabemos, não tem conhecimento básico do catecismo e, ora vejam, a esquerda “católica” já começa a usar disso para propor novamente a teologia marxista para os fiéis como alternativa aos Arautos. Hoje a Folha de São Paulo publicou uma matéria intitulada “Vaticano investiga organização católica brasileira por ‘pacto com Satã'”. Pacto com o satã?  De onde saiu isso? A matéria não deixa de chamar a instituição de “ultra-conservadora”. É mesmo? Ultra por que? Qual é o limiar do ultra para o moderado? É evidente que o jornalista não sabe o básico do que é a Igreja.

É obvio que a imprensa secular quer fazer um caminho: Arautos = conservadorismo e conservadorismo = associações diabólicas. Se isso não é uma empulhação, não sei o que é.

– O que você propõe, Renato?
Simples, faça o que estiver ao seu alcance. Que tal sair do Facebook e rezar um pouquinho pelos padres dos Arautos? As vezes vivemos um ateísmo revestido de fé e de criticas. 😉

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*