Jornal litúrgico ensina gayzismo aos fiéis

Para você que acreditava que os jornais liturgicos tinham chegado ao ápice da sujeira, calma, calma. A paróquia da diocese de São Miguel Paulista prova que não há nada tão ruim que não possa ser piorado.

O jornal litúrgico deste domingo, 21 de junho manda seus recadinhos gayzistas na oração da Assembléia.

Como todo bom agressor covarde, o jornaléco tenta primeiramente imobilizar o adversário. Iniciando pedindo que os fiéis tenham atitudes samaritanas após serem violentadas na carne e no espírito.

É curioso o pedido do jornal agressor: Que o fiéis sejam samaritanos diante da agressão ao espirito. É evidente que o que se segue é uma agressão monumental a fé católica.

Primeiramente o jornalzinho pede para que a ‘ofensiva fundamentalista e histérica presente no Congresso Nacional seja enfrentada com ousadia e serenidade pelo ascenso das causas libertárias’. Uma vez aberta as portas para os ideólogos da libertação passar com suas causas revolucionárias, o jornal pede mais: ‘para que o diálogo sobre sexualidades leve leve as Igrejas cristãs a superar a demonização das relações afetivas’. Muito interessante.. isso significa, antes de tudo, que até os representantes das seitas protestantes e que foram eleitos estão em melhor situação que os que redigem esse jornal.

Por fim, o doce jornal litúrgico pede com “uma mão no coração”: ‘Para que cesse no Brasil a criminalidade sexual e a todas as pessoas sejam garantidos os direitos quanto a orientação da própria sexualidade’ Tudo bem que no Brasil não existe conduta sexual criminalizada. A não ser, é claro, o estupro e o abuso sexual. Será que é isso que eles pedem? Pode ser, afinal, o estupro da liturgia e da doutrina católica eles fizeram em nossa frente.

10252177_1070238806336811_6555654219493882793_n

 

DENUCIEM:

Dom Manuel Parrado Carral
Rua José Dias Miranda, 100 – São Miguel Paulista
08011-020 – São Paulo – SP
Tel.: (11) 2297.8611
Fax: (11) 2297.0539
e-mail: smigueld@terra.com.br

2 Responses

  1. janielson

    li uma matéria no facebook que fala que 15 paróquias de são Paulo estão de comum acordo para lutarem a favor das práticas homoafetivas dentro da igreja. tá um perigo!

    Responder
  2. Tiago

    Demonização? Se isso for o que eu estou pensando, tem algo muito errado nisso ai.

    Responder

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.


*